Grupo 13

Como manter alunos empenhados no Ensino à distância

A pandemia afetou não só a economia e a saúde da população do país, mas também o cotidiano de professores e alunos em relação às aulas, suspensas para evitar aglomerações e ampliar o contágio entre as famílias.

 

Todos sabem que não é fácil se adaptar tão bruscamente a uma realidade inédita de isolamento e distanciamento, mas sempre temos que estar dispostos a mudar e aprender coisas novas, até porque não nos foi dada outra alternativa mediante a este cenário.

 

O EAD é uma forma de professores ensinarem e alunos aprenderem em segurança, afastados fisicamente, e propõe uma educação eficaz.

 

Mas alguns alunos não são fiéis e podem simplesmente deixar a aula de lado e fazer qualquer outra coisa como jogar videogame ou se distrair em uma rede social.

 

Daí surgem perguntas: Quais as dificuldades que os professores enfrentam para manter os alunos atentos? Por que os alunos se distraem facilmente com qualquer coisa? Com a dinâmica do EAD, ainda em ajustes para a vida estudantil, o que pode ser feito para melhorar o desempenho do aluno?

 

Além disso, é sabido que a infraestrutura do acesso o do uso da internet ainda é bastante falho, mesmo entre famílias que possuem condições financeiras de manter um bom plano de internet para seus lares.

Quais os prejuízos o ensino pode ter com esse momento de ajustes? E quais os benefícios futuros?

Diante desses e outros temas muito relevantes, precisamos dedicar nossas reflexões e atenção para este novo cenário que se desenha não só na educação como em vários outros setores da sociedade em que as atividades ditas “home” se popularizarão.